A FORMAÇÃO BIBLIOTECÁRIA PARA A INSERÇÃO DAS CULTURAS NEGRAS E AFRICANAS: ANÁLISE DOS CURSOS DE BIBLIOTECONOMIA BRASILEIROS

FRANCIELE CARNEIRO GARCÊS DA SILVA, Gustavo Silva Saldanha

Resumo


Esta pesquisa visa identificar a inserção das culturas africanas e afro-brasileiras nos cursos presenciais de Biblioteconomia brasileiros de instituições federais e estaduais, a partir dos instrumentos normativos (disciplinas, projeto político pedagógico, programa e bibliografia) dos cursos. Trata-se de uma pesquisa aplicada de cunho exploratório onde foram 2.272 disciplinas de avaliadas 29 cursos de Biblioteconomia brasileiros. Os resultados referentes ao corpus documental demonstraram a presença de 16 disciplinas com abordagens relacionadas às culturas africanas e afro-brasileiras, sendo apenas oito específicas das temáticas e, destas, 12 são disciplinas optativas e quatro são disciplinas obrigatórias. Como considerações, apesar da consciência de que os instrumentos normativos não refletem fielmente a atuação docente em aula, considera-se o currículo como um discurso e, portanto, é político. A partir dele, o que é ou não ensinado na grade curricular desses cursos pode influenciar na manutenção de desigualdades sociais, informacionais, econômicas e educacionais da população afro-brasileira.

Palavras-chave


Biblioteconomia – Brasil. Ensino de Biblioteconomia. Formação bibliotecária. Culturas Africana e Afro-brasileira.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.