Preservar a Memória para conservar a história: Obras raras da Biblioteca Hugo Dantas da Silveira

Vanessa Dias Santiago, Maria Helena Machado de Moraes, João Fernando Igansi Nunes

Resumo


O presente trabalho busca discutir a relevância de políticas voltadas para a gestão de acervos, no que se refere a obras raras/especiais e a preservação deste patrimônio em meio à relação documento, história e memória, e o acesso à informação. Observa-se que parte da documentação história e científica brasileira se encontra em instituições científicas, históricas e nas universidades. Todavia em algumas instituições, ainda, não foram implantadas medidas de preservação em relação à memória e identidade de seus acervos. Como exemplo, cita-se a Biblioteca Hugo Dantas da Silveira da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, que desenvolveu projeto para a preservação do patrimônio documental de seu acervo de obras raras/especiais. De acordo com a análise das obras de sua coleção, observou-se a necessidade de criar políticas para este acervo, a partir de suas especificidades e, com isso a preservação, resgate da memória e o acesso a informações histórias.

Palavras-chave


Bibliotecas universitárias. Obras raras/especiais. Preservação da memória

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.