A ESCUTA SENSÍVEL SOB O OLHAR DO BIBLIOTECÁRIO: UM DIÁLOGO CENTRADO NA SENSIBILIDADE E NA ATENÇÃO AO USUÁRIO

Diana Silva dos Santos, Edna Gomes Pinheiro

Resumo


Mostra a preocupação em inserir as práticas da escuta sensível nas bibliotecas, visando a valorização destas práticas. Ressalta que o referencial teórico está centrado no pensamento de Barbier (1993; 1998) e de Freire (1985). Aborda como problematica de pesquisa as questões: Qual a dimensão da escuta sensível nas práxis bibliotecária que podem fortalecer a mediação das necessidades e desejos informacionais dos usuários? A escuta sensível pode contribuir para otimizar a qualidade no atendimento aos usuários de Bibliotecas?. Tem como objetivo geral: analisar a arte de ouvir dos bibliotecários-gestores no cotidiano das seguintes bibliotecas: Biblioteca Central da Universidade Federal da Paraíba; Biblioteca da Faculdade Internacional da Paraíba; Biblioteca Pública Juarez Gama Batista e; Biblioteca do Instituto Federal de Educação, Ciência/Tecnologia da Paraíba. È uma pesquisa de caráter exploratória, descritiva de abordagem qualitativa, construida por meio de entrevistas. Conclui, que no contexto de diálogos da Biblioteconomia e da Ciência da Informação, é necessário um debate sobre a arte de ouvir com respeito, frente os desafios de uma relação significativa entre bibliotecário e usuário no processo ouvir/dialogar. E, ainda, que a escuta sensível é considerada uma ferramenta de suma importância para os bibliotecários captarem as necessidades dos usuários da biblioteca, pois saber escutar é uma tarefa imprescindível para o sucesso das relações interpessoais.

Palavras-chave


Escuta sensível. Bibliotecário. Arte de ouvir – bibliotecário

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.