Uma biblioteca prisional: relato de experiência

Tércia Maria Souza de Moura Marques, Antonia de Freita Neta, Kalline Bezerra da Silva Flor

Resumo


A biblioteca da Penitenciária Estadual de Parnamirim nasceu do projeto “Leitura pela Liberdade”, lançado pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Rio Grande do Norte (OAB-RN), com a finalidade de implantar bibliotecas e salas de aula nas unidades prisionais do Rio Grande do Norte. No ano de 2017 uma parceria entre a OAB-RN e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do seu Departamento de Ciência da Informação (DECIN) e da Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM) foi firmado, culminando com a proposição e aprovação do projeto de extensão PJ677-2017 com o objetivo geral de organizar uma biblioteca para através dela possibilitar aos apenados à remição da pena e, por conseguinte, a reintegração a sociedade de homens e mulheres por meio da leitura de literatura universal, didática e paradidática e ainda permitir aos alunos de graduação em Biblioteconomia da UFRN, para além de exercitar as técnicas biblioteconômicas universais, compreender o qual largo é o alcance social do fazer bibliotecário e ao mesmo tempo perceber que é possível contribuir efetivamente na construção de uma sociedade mais justa, e por conseguinte no cumprimento da agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

Palavras-chave


Biblioteca prisional. Remição de pena. Reintegração social. Agenda 2030.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.