Retrato das Bibliotecas Públicas Brasileiras: perspectivas para transformação social

Bruna Daniele de Oliveira Silva, Deise Maria Antonio Sabbag

Resumo


As Bibliotecas Públicas (BPs) são instituições com um enorme potencial de transformação social. É nessas instituições que o indivíduo pode desenvolver capacidades e habilidades que os farão um cidadão. No entanto, as BPs do Brasil são instituições cada vez mais distantes da realidade da comunidade em seu entorno e da era digital. Esses distanciamentos colocaram as BPs como lugares por vezes esquecidos pela sociedade e negligenciados pelo poder público. Tendo isso em mente, o presente artigo teve como objetivo diagnosticar a situação atual das BPs brasileiras. A pesquisa teve caráter descritivo com abordagem quantitativa a partir de aplicação de questionário nas BPs cadastradas no Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP). Os dados indicam que mais da metade (54%) dos responsáveis pela biblioteca não tem formação na área de Biblioteconomia, quase metade (44%) das BPs contam com apenas um funcionário, impossibilitando o desenvolvimento de diversas atividades na unidade. Cerca de 64% das BPs tiveram seu espaço adaptado para ser uma biblioteca, tal dado representa uma barreira para o usuário em potencial pela falta de acessibilidade ao prédio. A análise apresentou dados, por vezes, desoladores. É certo que essas instituições têm sido negligenciadas há tempos nas diferentes hierarquias administrativas em que estão inseridas. Para mudar esse panorama é preciso a implementação de ações em âmbito local e nacional, de forma a instituir nas bibliotecas públicas brasileiras a característica de transformação social, típica dessas instituições.

Palavras-chave


Biblioteca Pública. SNBP. Profissional da Informação. Transformação Social.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.