Políticas públicas de inclusão em bibliotecas escolares

Larissa Rosa de Oliveira

Resumo


Discorre sobre a existência ou não de políticas públicas sobre inclusão voltadas para o ambiente das bibliotecas escolares e como seria possível ampliar a aprendizagem de pessoas com deficiência fora dos espaços tradicionais de ensino, como a sala de aula. Enfatiza a relevância da biblioteca escolar dentro das escolas como centro de formação de leitores e de obtenção de conhecimento. Problematiza sobre a potencialidade da inclusão a partir da biblioteca escolar e como isso é amparado a partir das políticas públicas. Sustenta-se ao discorrer sobre a necessidade da inclusão de pessoas com deficiências em todos os espaços, ao mesmo tempo em que mostra como a biblioteca pode ser um espaço extraclasse utilizado para estimular desenvolvimento de autonomia e socialização. Trata de pesquisa exploratória-descritiva com abordagem qualitativa, a partir de estudo de caso na biblioteca do Centro de Pesquisa Aplicada à Educação, em Goiânia-Goiás, pautada em observações in loco para coleta de percepções e experiências. Objetiva, portanto, mostrar de forma prática como a biblioteca escolar pode influenciar positivamente alunos da cidade de Goiânia, tanto para incentivo à leitura quanto melhorar desempenho em sala de aula. Ressalta a importância da temática em todos os meios, não só pela relevância do tema, mas também pela necessidade social de incluir pessoas com deficiência em todos os meios e espaços, em especial na biblioteca escolar.

Palavras-chave


Biblioteca escolar. Políticas públicas de inclusão. Inclusão escolar em bibliotecas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.