Acessibilidade do Catálogo em Linha para Usuário com Deficiência Visual

Laysse Noleto Balbino Teixeira, Ivette Kafure

Resumo


A criação do Catálogo Público de Acesso em Linha (OPAC) possibilitou ao usuário o acesso direto a informação. Esse avanço permitiu, também, que pessoas com deficiência visual pudessem recuperar informações com maior autonomia e independência, por meio do uso da Tecnologia Assistiva. O presente trabalho consiste em um estudo de usuários, com propósito descritivo, de concepção pragmática com o objetivo de verificar a acessibilidade digital do OPAC para o usuário com deficiência visual. Foi realizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB). A avaliação da acessibilidade do catálogo – SIABI, foi realizada por meio da percepção dos usuários e do Avaliador e Simulador de Acessibilidade para Sítios (ASES). Com abordagem qualitativa, os dados foram coletados por meio de entrevista e observação. Participaram da pesquisa oito pessoas que apresentaram características sócio demográficas heterogêneas. A maior parte delas apresentou baixa visão e apenas uma apresentou cegueira. A partir das entrevistas, verificou-se que os participantes possuem pouco contato com o catálogo, apesar de reconhecer a sua importância para o desenvolvimento das atividades acadêmicas. Os respondentes avaliaram o catálogo e relataram algumas dificuldades para navegação, mas o classificaram como satisfatório, atribuindo uma nota média de 7,42. As dificuldades relatadas foram confirmadas durante a observação. O resultado da avaliação pelo validador automático ASES-Web indicou um percentual de 70,72%. O estudo apontou que o catálogo se mostra parcialmente acessível e tem sido pouco utilizado pelos participantes, indicando a possível necessidade de ações que ampliem a divulgação do sistema.

Palavras-chave


acessibilidade digital; catálogo em linha; estudo de usuários; OPAC; usuário com deficiência visual

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.