FONTES DE INFORMAÇÃO PARA A PESQUISA EM EDUCAÇÃO

Erica dos Santos Resende

Resumo


Este relato de experiência tem por objetivo demonstrar o uso de dissertações e teses como fontes de informação para pesquisadores da área de Educação. Pela natureza da área, os pesquisadores buscam dados nacionais sobre programas, metodologias, práticas, dentre outros. A divulgação do que é produzido no país acontece em trabalhos publicados em livros, eventos da área, periódicos científicos e em dissertações e teses. Sugere o uso da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência, Tecnologia e Inovação (IBICT) e do Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para a coleta de dados empíricos em pesquisas já publicadas. Revela que a BDTD/IBICT não possui o acervo da UFRJ por uma incompatibilidade de formatos. Cita uma coleta de dados sobre o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) para atender a pesquisa de uma aluna do mestrado em Educação onde a atuação da bibliotecária fazia parte da metodologia recomendada para a pesquisa. Encerra mostrando que as práticas adotadas nas pesquisas da área de Educação, na UFRJ, utilizam como fonte de pesquisa dissertações e teses disponíveis por meio das iniciativas da CAPES e do IBICT.

Palavras-chave


Fontes de informação. Metodologia. Pesquisa.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.