Inteligência competitiva como competência do bibliotecário: gestão da propriedade intelectual nas Instituições de Ensino Superior no Brasil

Geyse Maria Almeida Costa de Carvalho, Layde Dayelle dos Santos Queiroz

Resumo


A inteligência competitiva organizacional (ICO) é um modelo de gestão organizacional, tendo como foco a informação. O seu objetivo principal está amplamente relacionado a antever situações críticas e apoiar a busca de resultados eficientes e eficazes, de forma que seja gerado um diferencial competitivo para a organização positivamente. É possível observar que obter a informação certa e precisa pode se tornar um diferencial competitivo nas organizações. Nas Instituições de Ensino Superior no Brasil, foco desta pesquisa, cabe analisar de que forma estes profissionais podem auxiliar neste processo, elencando práticas, locais de atuação, bem como a
formação necessária para a realização desta atividade. O bibliotecário, capacitado desde a graduação para lidar com a recuperação, tratamento e disseminação da informação, destaca-se neste cenário como um dos principais profissionais aptos a exercer as atividades voltadas para a inteligência competitiva. O perfil deste profissional, apontado pela literatura científica, é uma mescla de qualificação em inovação, empreendedorismo, visão crítica e de mercado, além do domínio de busca em bases de dados. Estudos recentes apontam a existência do empreendedorismo e inovação relacionados ao ensino, pesquisa e extensão, tripé fundamental para o planejamento e execução de projetos e programas nas Instituições de Ensino Superior no Brasil. O planejamento de todas estas atividades é fruto da obtenção de informações estratégicas e da análise de dados que se tornam informações que dão vantagem competitiva às Instituições de Ensino Superior no mercado.

Palavras-chave


Inteligência competitiva; Gestão da Propriedade Intelectual; Bibliotecário.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.